» Página Inicial » Início » Símbolos



AS SIGLAS POVEIRAS

AS MARCAS, BALIZAS , DIVISAS E ALCUNHAS

As Marcas - As marcas são a escrita do poveiro. Têm muita analogia com a escrita Egípcia, porque constituem imagens de objectos . As marcas estão nas redes, nas velas, nos mastros, nos paus de varar, nos lemes, nos bartidoiros, nos boireis, nas talas, nas facas de cortiça, nas mesas, nas cadeiras, em todos os objectos que lhe pertençam, no mar, na praia ou em casa. A marca num objecto equivale ao registo de propriedade. O Poveiro lê essas marcas com a mesma facilidade com que nós procedemos à leitura do alfabeto. Não são marcas organizadas ao capricho de cada um, mas antes simbolismos ou brasões de famílias, que vão ficando por herança de pais para filhos e que só os herdeiros podem usar. Cada família tem a sua marca própria, passando através dos tempos com a mesma galhardia de todas as outras tradições poveiras.

, ,, ,,  ,,

Regras usadas pelos descendentes - O Chefe usa a marca brasão, o filho mais velho põe-lhe ao lado um pique, o outro a seguir, dois piques, o outro três piques e assim sucessivamente até ao filho mais novo, que volta a usar a marca de família, porque é o seu legítimo herdeiro. Os piques são agrupados de forma diferente. Umas vezes alinhados, outras formam cruzes e estrelas, outras vezes grades. As grades, estrelas e cruzes servem também de brasões, quando por si só constituem a marca, ou quando se encontram rodeadas dos piques representativos dos vários descendentes. Como nas sucessivas descendências se tornariam as marcas confusas, devido ao constante alinhar, cruzar e gradar dos piques, no geral, à terceira geração adoptam o brasão principal com a cruz, grade ou estrela com que o avô se distinguiu na família, ou buscam, para juntar àquele, o brasão da marca dos avós maternos.

 ,,  ,,

Alguns exemplos:
13- Os Micharros - Meia pena e pé de galinha
14- Os Penedas - Sarilho com pique na ponta de baixo e estrela
15 - Os Penedas - Estrela, dois piques e cruz
16- Os Moucos - Duas estrelas e coice
17- Os Bentas e Tamancas - Calix fechado com pique ao centro e cruz
18- Os Bragas - Calix aberto e coice
19- Os Duartes - Coice, cruz e coice
20- Os Turras - estrela, meio arpão e cruz no rabo do arpão
21- Os Izambas - Calix aberto emborcado com pique na borda
22- Os Negrinhos - Calhorda com pique a meio e lanchinha
23- Os Bôtos - Cruz, lanchinha e cruz
24- Os Reixas - Estrela de rabo com 3 meios piques no rabo e grade de 4 piques
25- Os Padeiras ( Marques ) - Lanchinha e coice
26- Os Padeiras ( Santos ) - Sarilho
27- Os Ferras - Lanchinha a prumo e pique à ré
28- Os Patriças - Cruz, dois piques e um por riba e cruz
29- Os Tabojos - Calix aberto com piques no bordo
30- Os Juliões, Beiças e Melões - ( a mesma família) Arpão e cruz no rabo.

 ,,  ,,

O Poveiro ao casar-se, registava a sua marca na mesa da sacristia, gravando-a com a faca que lhe servia para aparar a cortiça das redes.
Os vendeiros analfabetos serviam-se das marcas para saberem de quem era a conta fiada. Antes das rodelas e riscos com que designavam os vinténs e tostões, pintavam a marc