» Página Inicial » Conhecer » Etnografia e Folclore



Etnografia e Folclore

No concelho da Póvoa de Varzim, detectam-se diferentes tipos humanos, diversos usos e costumes, fruto de vários condicionalismos geográficos e actividades económicas. As comunidades da planície litoral e as do interior do concelho apresentam uma coincidência de usos e costumes , onde as influências minhotas são nítidas.
O traje típico é o elemento externo onde mais facilmente se notam as particularidades de cada zona. A forma de vestir do pescador poveiro destaca-se pela sua originalidade. O traje de "branqueta", apresentado pelo Grupo Folclórico Poveiro, é somente um dos muitos e interessantes modos de trajar da "colmeia" piscatória. Nas outras comunidades , destaca-se na zona litoral, o uso de tecidos mais quentes , como a flanela e a castorina, reflexo da sua ligação ao mar. Nos ranchos ligados aos bairros representativos da cidade, o traje de Tricana, com blusas de renda, aventais bordados e pintados, dão um colorido muito interessante.



Nas danças e cantares, tanto nas chulas, malhões e viras, como nas danças de roda do poveiro, o suporte instrumental é praticamente o mesmo; a concertina, a viola , o bombo, o cavaquinho, os ferrinhos, o recorreco e os instrumentos de sopro.
No Folclore refletem-se aspectos da vida quotidiana, sendo que os da beira-mar exibem danças mais vivas, como que condicionadas pelo incessante rumor das ondas, e elevam pouco os braços, invocando o alar das redes. Por outro lado, os do interior, projectam bem os membros superiores para cima, lembrança, talvez, das fatigantes mas altivas malhadas.
São muitos os agrupamentos folclóricos e revisteiros no concelho, tendo quase todas as freguesias o seu grupo representativo, bem como várias associações.